Prazo para envio de trabalhos científicos do XIV CBQ termina em 17 de junho

Lyd Comunicação - 16/05/2024

Para enviar o trabalho, porém, é preciso estar inscrito no XIV CBQ e ter feito o pagamento em até dois dias úteis após a divulgação do aceite

O prazo de envio dos trabalhos científicos do XIV Congresso Brasileiro de Queimaduras termina em 17 de junho. As submissões serão realizadas exclusivamente pelo site. Não serão aceitos, portanto, resumos enviados por e-mail, aplicativos ou qualquer outra forma que não seja via sistema de inscrições.

Para enviar o trabalho, porém, é preciso estar inscrito no XIV CBQ e ter feito o pagamento em até dois dias úteis após a divulgação do aceite. Caso contrário, o trabalho será excluído do programa do Congresso. 

Palestrantes e organizadores do evento têm isenção de pagamento da taxa de inscrição, porém, precisam fazer a solicitação da isenção por e-mail (cbqueimaduras@atmaeventos.com.br), pelo menos 72 horas antes do cadastro do Tema Livre. 

Não há limite de trabalhos inscritos por CPF. Cada autor poderá ser apresentador de, no máximo três, independente do formato da apresentação. No ato da submissão deverá ser informado o nome do apresentador de cada trabalho, que deve ser enviado e apresentado, obrigatoriamente, na língua portuguesa. 

Haverá duas modalidades de apresentação dos trabalhos enviados: oral e pôster digital. A divulgação do resultado da avaliação está prevista para 8 de julho. Serão escolhidos os três melhores trabalhos para apresentação como tema livre oral. Cada um terá 8 minutos de explanação e 4 minutos de discussão entre os moderadores e o apresentador do trabalho. 

Todos os outros trabalhos aprovados na categoria Pôster serão expostos e apresentados em formato de pôster digital na Área de Pôsteres do Congresso. Eles deverão ser enviados no template específico até 29 de julho, por meio do sistema na área do inscrito.

O resultado do julgamento será informado através do e-mail cadastrado no sistema de envio de Temas Livres e publicado na página do Congresso.

Todas as regras para submissão dos trabalhos estão disponíveis no site do Congresso, onde também é possível fazer as inscrições e verificar programação. O XIV CBQ está marcado para os dias 26 e 27 de setembro, em Belo Horizonte (MG). 

Premiações -  Os trabalhos enviados podem concorrer a quatro premiações, entregues em todas as edições do CBQ. Para isso, é preciso seguir regras comuns para todos os temas livres: não pode ter sido apresentado previamente; não pode fazer parte na íntegra ou parcialmente de outros; somente trabalhos originais poderão ser classificados para prêmio; pelo menos um dos autores deverá ser membro ativo ou emérito da Sociedade Brasileira de Queimaduras.

Conheça as premiações:

Prêmio Nelson Piccolo –Visa incentivar ao(s) receptor(es) para que continue(m) a aprimorar o tratamento das queimaduras no nosso país. É entregue ao primeiro autor do tema livre escolhido como melhor trabalho, desde que o(s) autor(es) deve(m) ser médico(s) ( ou o primeiro autor deve ser médico) o trabalho deve versar sobre o tratamento ou o diagnóstico das queimaduras.

Prêmio Elisabeth Greenfield – O trabalho deverá ser apresentado por Enfermeiro ou estudante de graduação, envolvendo as temáticas assistenciais e/ou gestão. Refere-se ao melhor trabalho na categoria enfermagem.

Prêmio Projeto Cris– O candidato deverá ter ou concluído ou estar em formação universitária nas áreas de: Fisioterapia, Terapia Ocupacional, Psicologia, Fonoaudiologia, Serviço Social, Nutrição; Educação Física.

Prêmio Roberto Chem – Visa incentivar o(s) autor(es) a continuar(em) se dedicando à pesquisa no desenvolvimento de técnicas sobre captação, preparo, armazenamento, utilização, controle de qualidade, complicações relacionadas ao uso de pele de doador/cadáver, desenvolvimento e pesquisa em substitutos da pele alógenos, xenoenxertos, cultura de células autólogas e homólogas, substratos dérmicos, biologia celular e molecular ou qualquer outra técnica relacionada à cobertura temporária ou permanente das lesões causadas por queimaduras, aperfeiçoando as já existentes e visando sempre o benefício do paciente.